Motivação para os colaboradores da sua empresa de TI

High_five

Motivar os colaboradores da sua empresa é importantíssimo não só para eles mesmos, mas também para a empresa. Ninguém quer trabalhar num ambiente chato, tóxico ou sem desafios, assim como nenhum dono de empresa ou líder de time quer que seu colaborador esteja desmotivado, que ele não produza, ou pior, que exista uma grande rotatividade de pessoas na empresa.

Você certamente já ouviu falar de endomarketing, mas no caso de ainda não ter ouvido recomendamos a leitura desse artigo. Uma breve explicação sobre o que é endomarketing: uma estratégia com a qual pode engajar colaboradores e reduzir a rotatividade dos mesmos na sua empresa. Endomarketing nada mais é do que motivar os colaboradores com algumas ações que visam o fortalecimento de todo o time e estimulam o colaborador a gostar de trabalhar naquela empresa. Algumas dessas técnicas como dar brindes aos colaboradores, fazer celebrações para fortalecer o time ou a decoração do ambiente de trabalho também estão presentes nas nossas dicas.

A motivação se faz necessária em qualquer ambiente de trabalho e trazemos 7 dicas de como pode motivar os colaboradores da sua empresa de TI:

 

1. Boas condições de trabalho e um bom ambiente

Esse ponto pode parecer óbvio e ainda assim é esquecido ou ignorado por algumas empresas. Boas condições se quer dizer que a mesa de trabalho dos colaboradores deve estar equipada com computadores e acessórios que estejam relativamente novos e funcionem corretamente. Principalmente para uma empresa de TI, investir em bons hardwares é fundamental, já que o profissional passa quase o tempo todo na frente da tela do computador. Invista também num ambiente legal: mesas com tamanho adequado, cadeiras confortáveis, espaços claros e ar condicionado para os dias quentes. A decoração deve ser de acordo com a cultura da empresa, mas pense em colocar quadros nas paredes, alguns sofás e não dispense a decoração para natal, aniversário da empresa ou alguma outra data importante. Também é legal investir num espaço de meditação ou descanso, já que computação cansa mentalmente (uma sala com tatame pode ajudar). Por fim, cuide para que todos os espaços estejam sempre limpos e para que não exista um acúmulo de sujeira e lixo.

 

2. Ajudar no desenvolvimento

Imagine que você tem um colaborador que está querendo fazer um curso. Já pensou em pagar esse curso pra ele? Se o curso for muito caro você pode se oferecer para pagar a metade. Com certeza essa já será uma grande ajuda que deixará o colaborador muito feliz. Existe algum evento que gostaria que seus colaboradores fossem? Manda uma mensagem no sistema que a empresa usa para comunicação interna, faça uma boa propaganda do evento (diga porque gostaria que os colaboradores fossem) e se ofereça para pagar a entrada pro evento e eventuais despesas.

A empresa pode criar uma bolsa-atividade ou um vale-evento e estipular certa quantia em dinheiro que o colaborador terá por semestre ou ano, em eventos e atividades como cursos online ou presenciais (pode incluir cursos de idioma também).

 

3. Proponha tarefas desafiadoras

Sabe que aquela tarefa é fácil para certo colaborador mais experiente? Sabe que ele pode fazer essa tarefa “em cinco minutinhos”? Então talvez seja melhor passar essa tarefa para uma pessoa menos experiente. Passa pra pessoa que acabou de entrar, pro estagiário ou trainee. Tente dar aos colaboradores tarefas desafiadoras que estejam de acordo ou um pouco superior ao nível profissional deles. É interessante desafiar os colaboradores para que possam crescer e aprender. Os líderes de time ou chefes da empresa devem compartilhar dessa visão para que o colaborador entenda que a empresa valoriza o crescimento e assim se desenvolva e aprenda coisas novas.

 

4. Proponha desafios na empresa

Seu time não é tão engajado? Seu time precisa de mais união? Experimente criar desafios dentro da empresa. Se sua empresa desenvolve apps, desenvolva um aplicativo que dê pra usar no escritório, uma coisa da qual todos podem se beneficiar. Uma ação dessas traz mais e melhor trabalho em grupo, aprendizado e ajuda o colaborador a pensar em outras coisas por algum tempo. Você também pode usar tecnologias novas ou diferentes daquelas que a empresa oferece normalmente, somente para que os colaboradores conheçam e se “divirtam” experimentando outras coisas.

Quando propor algum desafio interno cuide para não criar um ambiente tóxico de disputa! Isso faz mal e cria dor de cabeça para todos.

 

5. Um agrado de vez em quando

A empresa já tem o costume de dar uma lembrança no natal? Que tal simplesmente comprar um livro para cada um ou uma caixinha de som portátil num dia qualquer do ano? Não precisam ser coisas exuberantes, mas com certeza dar uma lembrança útil irá engajar e agradar os colaboradores, que se sentirão mais queridos e valorizados.

Para aniversários existem muitas possibilidades que a empresa pode oferecer: o dia livre, trabalhar só metade do dia, ganhar uma festinha, ganhar um bolo pra dividir com os colegas do time e por aí vai. A empresa que tem um orçamento maior pode pensar em dar algum vale-presente pro colaborador ou talvez um presente personalizado também seja legal: canecas ou camisetas são ótimas opções. Mas para aqueles que não podem gastar tanto existem opções mais simples como estourar uma pipoca de microondas, comprar umas paçocas ou mesmo fazer ou encomendar um bolo.

 

6. Ouça e deixe participar de decisões

É importante ouvir o que o colaborador tem a dizer e um ambiente onde todos podem expressar suas opiniões é fundamental para o desenvolvimento e amadurecimento de cada um. O colaborador se sente mais valorizado quando ouvem suas opiniões e as levam em consideração na hora de tomar a decisão e definir metas. Os diferentes pontos de vista também são benéficos, pois os colaboradores podem enxergar coisas que os superiores não veem. Outro ponto a ser considerado é que quando alguém vê sua ideia sendo concretizada, essa pessoa se torna mais responsável e consequentemente se engaja mais.

 

7. Remuneração justa e possibilidade de crescimento

Em último lugar estão dois pontos que são talvez os mais importantes: uma remuneração justa e a possibilidade de crescimento dentro da empresa. É legal montar um plano de carreira para mostrar que quem se destaca pode se desenvolver, esclarecendo também quais são as chances que cada cargo tem dentro da empresa. Além disso é importante dar um salário justo aos colaboradores que seja compatível com o trabalho e o tempo de experiência de cada um. Hoje em dia benefícios também são muito bem vistos e se a sua empresa puder, invista em alguns benefícios como por exemplo: vale alimentação ou vale refeição, plano de saúde ou mesmo um ticket de transporte.

 

É importante lembrar que cada empresa tem diferentes condições, mas é igualmente importante para cada uma investir nos colaboradores para motivá-los. A motivação é uma importante aliada no crescimento e na inovação da empresa, então não deixe que seus colaboradores fiquem desmotivados ou desanimados!

Modernização e tecnologia na área de RH

Várias áreas tais como marketing, moda, transporte e direito estão se abrindo para a tecnologia e as consequentes inovações que essa traz. No mundo das leis e normas os advogados já descobriram como inovações de inteligência artificial e tecnologia de dados podem ajudar a melhorar processos, diminuindo custos e tempo. Na moda a tecnologia está presente, mostrando como as roupas inteligentes são transformadas em softwares que podem trazer dados valiosos sobre os usuários e ajudar principalmente em questões de saúde.

A área de recursos humanos e auto-recolocação também já recebeu inputs tecnológicos com aplicativos estilo Tinder que permitem o match entre candidatos e empresas ou entre currículos e vagas. Mas como o processo de auto-recolocação poderia ser ainda mais eficiente e bem aproveitado? Continue lendo!

A sua empresa precisa se modernizar?

Quando você pensa na modernização de uma empresa qual é a primeira coisa que vem à sua mente? Deixar tudo conectado? Diminuir o impacto ambiental? Melhorar o relacionamento com os clientes? Aumentar a produtividade dos funcionários?

Modernizar uma empresa tem muitos pontos positivos e independente do tamanho dela todo dono deveria avaliar se um processo de modernização é necessário. As mudanças têm impacto direto no interno e no externo da empresa, o que se quer dizer que tanto os colaboradores, quanto os clientes podem sentir as mudanças. Muitas pessoas ainda acham que modernizar significa gastar, porém é possível modernizar sem ter gasto ou sem ter um gasto muito alto. Se for imprescindível gastar, isso deve ser visto como um investimento para melhorar a experiência dos colaboradores e clientes e posteriormente diminuir custos da empresa. Continue lendo!

O que é uma ICO?

ICO (inicial coin offering, do inglês) ou Oferta Inicial de Moedas vem da analogia da IPO (initial public offering ou Oferta Pública Inicial), um termo que vem da bolsa de valores, utilizado quando uma empresa decide abrir um método de financiamento e começa a vender ações. No mundo das criptomoedas isso é chamado de ICO, simplesmente porque é baseado em criptomoedas como bitcoins e Ether. Continue lendo!

10 dicas pra criar um app mobile com uma UX incrível

A experiência do usuário, mais conhecida como user experience ou UX, é a experiência que o usuário terá ao utilizar algum serviço ou produto. Engana-se quem pensa que UX tem somente a ver com o design de algum produto, pois UX é toda a experiência do usuário envolvendo as partes de design, atendimento ao cliente, venda, suporte e manutenção. É o sentimento que a pessoa terá ao usar um produto ou serviço seu.

“User Experience é tudo! É a forma com que você sente o mundo, é a forma como você experiencia a sua vida, é a forma como você experiencia um serviço, um aplicativo, um sistema de computador. Mas é um sistema. É tudo!” — Don Norman, criador do termo User Experience. Continue lendo!

Bitcoin e companhia – um pequeno guia

Com notícias como “o rompimento da bolha – bitcoins voltam a cair e têm menor valor desde novembro” ou “o preço do bitcoin vive a sua pior semana desde 2013” ou “Bitcoin continua em queda vertiginosa e agora vale menos de US$ 6 mil”, o bitcoin (existe uma diferença na grafia bitcoin e Bitcoin, dê uma olhada aqui) voltou a ser comentado no mundo inteiro.

Em dezembro de 2017 o bitcoin atingiu seu maior valor desde quando começou a ser utilizado como moeda de troca em 2009, mas agora o valor do bitcoin está caindo rapidamente e o mundo inteiro está de olho. Se você não sabe muito bem o que é bitcoin, blockchain e o que significa minerar bitcoin, dê uma lida nesse blogpost, que explicamos detalhadamente o que esses termos querem dizer. Continue lendo!

5 sites que ensinam a programar

Sempre teve vontade de aprender a programar? Nunca soube por onde começar? O pessoal do nosso time recomendou 5 escolas online que ensinam do básico até o mais avançado de programação. Dê uma olhada nas escolas abaixo e acesse seus sites para conhecê-las melhor!

 

Codeacademy

A Codecademy é, como eles mesmos dizem, uma empresa de educação. Eles oferecem cursos de diversas linguagens, tais como: HTML & CSS, SQL, Phyton, JavaScript etc. É preciso fazer um cadastro para acessar aos cursos, que são todos gratuitos. É necessário saber inglês, pois as aulas e todo o conteúdo são em inglês.
A Codeacademy também tem uma parte pro, onde membros podem pagar uma mensalidade para terem suporte extra durante os estudos em qualquer curso. Continue lendo!

Mobile Learning – o conceito que irá mudar nossas salas de aula?

 

Não irá mudar, já está mudando!

Para quem nunca ouviu falar de mobile learning ou m-learning, essa é uma subcategoria do e-learning (ensino à distância). No e-learning o “e” deriva de eletrônico e entende-se por esse termo qualquer ensino que utiliza um meio eletrônico para sua entrega. Já no m-learning trata-se de uma proposta que visa auxiliar na educação por meio de dispositivos móveis como celulares, smartphones, tablets e iPods.

Os primeiros questionamentos sobre celulares em sala de aula foram feitos em 2012 com perguntas como “devemos banir o uso de celulares nas salas de aula?”. Tá certo que era uma preocupação em relação ao desempenho dos alunos e não exatamente sobre o uso de celulares para aprendizado, mas já indica que questões sobre o uso do celular em sala de aula sempre existiram. Continue lendo!