Esse tal de BUSINESS INTELLIGENCE…

As grandes corporações não precisam mais (nem devem) contar apenas com a boa e velha intuição dos presidentes para determinar os rumos de seus negócios. Com o BUSINESS INTELLIGENCE, as decisões estratégicas mais importantes da empresa agora podem ser tomadas baseadas em dados e informações concretas sobre o mercado e sobre seus clientes. Mas o que exatamente significa esse termo “BUSINESS INTELLIGENCE”  que está sempre presente nas conversas sobre empreendedorismo e negócios?

Pra explicar, vamos antes falar sobre dados e informações na internet: a cada ano, a cada dia, a cada minuto temos mais pessoas com acesso à web e esse número cresce exponencialmente. De acordo com a empresa DOMO, entre 2013 e 2015 os usuários aumentaram 18.5%, e hoje são aproximadamente 3.2 BILHÕES de pessoas. Com a democratização do acesso à web, temos também o aumento da produção de conteúdo. Especialistas calculam que produzimos mais informação na última década do que nos 5 mil anos anteriores.  Só pra termos uma ideia, o gráfico abaixo mostra aproximadamente quanta informação é produzida POR MINUTO na internet:

dados em 1 minutoFonte: https://www.domo.com/learn/data-never-sleeps-3-0

Nunca se teve tanto acesso a informações como temos hoje, mas sem uma análise minuciosa e detalhada de todos esses dados, eles não passarão de números aleatórios sem significado algum. Muitos analistas dizem que as empresas estão sentadas em minas de ouro, mas não sabem como extrair a riqueza.

E é pra isso que serve o Business Intelligence (BI) sobre o qual todos andam falando. A tradução literal é “Inteligência de negócios”, aqui no Brasil usa-se muito a expressão “Inteligência Empresarial” para se falar sobre BI, que pode ser definido, segundo o site da canaltech, como um sistema que envolve diversas tecnologias para coletar, organizar, transformar e disponibilizar dados estruturados de uma empresa. Mas é preciso interpretar esses dados, entender os números, analisar os casos para  para permitir uma melhor tomada de decisão e possibilitar a previsão de alguns fatos relativos ao mercado, além de fornecer insights sobre tendências para os gestores, que poderão criar diretrizes eficientes para o alcance dos resultados empresariais desejados.

Em diversas partes do mundo (especialmente nos Estados Unidos) o  conceito de BI já está bem definido e consolidado, porém no Brasil os executivos tendem a ficar receosos com essa nova ferramenta quando se trata de tomar decisões mais sérias. Isso acontece, segundo o site Profissionais TI, por causa de profissionais e consultorias mal qualificadas, executivos e gestores que ainda não sabem como o Business Intelligence pode ser útil a sua companhia e baixo investimento para ferramentas de suporte a decisão. Os processos e as tecnologias que envolvem o Business Intelligence  ainda são relativamente recentes e os profissionais da área precisam se especializar em diversas habilidades para ter uma visão geral dos processos das empresas: um bom profissional de BI deve conhecer bem o conceito, ser capaz de organizar, analisar e interpretar os dados capturados, conhecer bem a ferramenta utilizada e entender um pouco sobre negócios, estratégia e tomada de decisão, para poder conversar com os outros profissionais da empresa que precisarão das informações obtidas.

Essas são informações importantes também para os desenvolvedores que querem se aventurar na área de produção de aplicativos para Business Intelligence; por isso eles devem conversar com diversos empresários antes de iniciar o projeto, para conhecer suas necessidades, quais informações são realmente relevantes, como deve ser o cruzamento dos dados e quais detalhes devem ser destacados nos dashboards: isso é fundamental para que o aplicativo atenda a necessidade de um grande número de clientes e possa fazer sucesso nas principais lojas de apps.

Muitos aplicativos de BI são integrados com um sistema de banco de dados que ficam armazenados em um servidor ou na nuvem. Conheça alguns dos mais populares:

 

Oracle Business Intelligence Mobile

O aplicativo da Oracle trabalha diretamente com a última versão do banco de dados do fabricante (Oracle Business Intelligence 11g), e possibilita ao usuário ter acesso a uma enorme gama de informações sobre a sua empresa em tempo real*; ele tem acesso a dashboards, gráficos, relatórios, informações filtradas por categorias e diversos outros dados com os quais ele pode tomar decisões estratégicas em pouco tempo.

O App é gratuito, mas é preciso ter o banco de dados (da Oracle) instalado no seu servidor ou na nuvem.

Versão para IOS e Android

*desde que o banco de dados seja alimentado frequentemente

oracle

Andara

É um dos aplicativos mais populares, principalmente por sua interface intuitiva e rápida curva de aprendizado. Possui versão para desktop e Tablet (IPad) integradas. Une todos os indicadores relevantes do seu negócio na mesma plataforma, filtrando os dados por cores. Indicado para empreendedores, executivos e pequenas empresas.

Apenas para IOS

andara

IBM Cognos Mobile

A interface (bastante) colorida auxilia na visualização de algumas informações-chave (mas poderia ser um pouquinho mais discreto). Assim como os outros aplicativos, dá ao usuário acesso completo (online ou offline) a relatórios, gráficos e dashboards; trabalha integrado com o servidor Cognos e pode ser sincronizado através dele, do Itunes e até a partir de anexos de email.

Versão para IOS e Android

cognos ibm

O mercado brasileiro ainda está engatinhando no que diz respeito a Business Intelligence, o que significa que além de produzir um bom app, os desenvolvedores que trabalham por conta devem ser também bons vendedores para convencer os clientes da importância de um bom sistema de análise de dados para a empresa. Mas não é uma tarefa difícil, o sistema realmente funciona, e os benefícios não tardarão a aparecer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *