Ih, “deu bug”!

Se existe uma coisa que tira todos os usuários de dispositivos mobile do sério são os bugs (ou “falhas”). Quem estava terminando uma fase difícil em um game ou finalizando um post gigante no blog e se deparou com o fechamento inesperado do aplicativo sabe do que estamos falando.

Existem diversos tipos de bugs, como aqueles realmente irritantes que fecham ou reiniciam aplicativos, e aqueles que mais assustam os usuários, os defeitos relativos à segurança, seja do dispositivo mobile, seja do app.

Existem diversas “lendas” espalhadas pela internet relativas à segurança e estabilidades dos aparelhos mobile e de seus sistemas operacionais, é preciso pesquisar bastante para saber quais realmente são verdadeiras. De acordo com uma pesquisa realizada em abril de 2013 pela SourceFire, o IOS é mais inseguro do que o Android, Windows Phone e BlackBerry juntos, mesmo com a mídia pegando pesado com o pequeno robozinho verde. A verdade é que nenhum sistema é 100% imune a falhas e/ou ataques externos, o que existem são medidas e processos que dificultam (muito) esses problemas.

Para os desenvolvedores, evitar ou resolver bugs é uma das tarefas que mais exigem atenção e cuidado , especialmente quando começam a receber inúmeras reclamações dos usuários no seu help desk. Falhas existem e sempre existirão, visto que nenhum ser humano é perfeito, mas sempre temos alguns truques e procedimentos para reduzir as chances de bugs em nossos aplicativos, certo? Aqui estão algumas dicas para desenvolvedores minimizarem alguns problemas:

1.  Trabalhar sempre com foco no que está fazendo e revisar o código constantemente. Faça uma revisão do trabalho do dia anterior sempre de manhã, que é quando você está com a cabeça fresca.
2. Trabalhe sempre com um código limpo, sem informações desconexas ou fora de ordem e lugar. Pense que se algo der errado você conseguirá localizar o erro facilmente.
3. Peça para outros colegas de trabalho revisarem o código, eles terão uma visão diferente da sua por não estarem trabalhando no código há tanto tempo e poderão localizar falhas mais facilmente.
4.  Trabalhe sempre com o cliente. Alguns bugs surgem nos primeiros testes, então avise-o antes de enviar a versão beta que esses erros podem aparecer e a função desses testes é entender alguns caminhos tomados pelo usuários e corrigir as falhas antes que a versão oficial seja lançada.

Essa última é bastante conhecida pelos principais fabricantes de softwares e aplicativos, eles contam com os usuários para detectarem os bugs e depois compartilharem as soluções na internet com todos que possam ter o mesmo problema. Assim, também vamos compartilhar informações sobre como reparar alguns dos problemas mais comuns apresentados pelos sistemas Android e IOS:

Sistema: Android
BUG: Espaço Insuficiente para Armazenamento

É um dos erros mais comuns do sistema operacional, ocorre quando você vai instalar um aplicativo novo e a instalação exibe uma mensagem de falha. É claro que muitas vezes o sistema está certo, o usuário realmente não tem mais espaço na memória do celular (as instalações são barradas quando o celular possui menos de 15mb de memória livre), mas muitas vezes essa mensagem é parte de um bug causado por um arquivo .apk (a extensão executável do Android). Após verificar se a informação de que o espaço é insuficiente não procede, você pode tentar o seguinte procedimento:

– Instale um gerenciador de arquivos com acesso root, ou o “root explorer”.
– Navegue pelo diretório dos dados e encontre o aplicativo que não pode ser instalado, ou atualizado.
– Assim que encontrá-lo, clique no arquivo .apk e exclua-o.
– Depois, tente instalar o aplicativo novamente, ou até mesmo atualizá-lo e o problema não aparecerá de novo.

 

Sistema: Android
BUG: Lollipop e o bug da bateria
Quando a nova versão do Android foi lançada, muitos usuários relataram que a bateria estava durando menos do que o normal. É um bug comum que ocorre quando instalamos uma nova versão de um firmware “em cima” da versão antiga. A solução é simples: faça um backup de todos os seus dados e dê um reset de fábrica, através do caminho Configurações > Backup > Redefinir.

android

Sistema: IOS
Bug: Aplicativos não abrem ou fecham sozinhos no IPhone 5

Quem tem um Iphone sabe que é muito difícil encontrar problemas de Hardware (e mesmo de software) no sistema IOS. Mas às vezes acontece, ninguém é perfeito, nem mesmo (por incrível que pareça!), a Apple! Por isso, quando um aplicativo dá problema, o primeiro palpite do usuário é que o problema é no software, e não no hardware, e muitas vezes isso está correto. Nesse caso, você pode tentar 2 soluções:

1) Reiniciar seu aparelho (Segure no botão Home + Power por 15 segundos) e testar novamente
2) Desinstalar o aplicativo, faça o download e instale novamente. Abrir novamente o aplicativo.
Caso o problema não seja resolvido, há a possibilidade de existir algum defeito no hardware do seu aparelho; nesse caso recomendamos que você entre em contato diretamente com a assistência técnica autorizada da Apple

 

Sistema: IOS
BUG: Bluetooth não conecta ou é desconectado sem razão aparente após atualização do sistema IOS9

Primeiramente certifique-se de que o pareamento foi realizado de modo correto. Em alguns dispositivos você deve acionar um determinado botão para que todos os aparelhos com bluetooth sejam visualizados.

Você pode precisar reiniciar a conexão; para isso, vá até a função Settings > Bluetooth, encontre seu dispositivo e selecione ” esquecer este dispositivo”. Reinicie seu celular (Segure no botão Home + Power por 15 segundos). Ligue o Bluetooth e faça o pareamento novamente.

Alguns dispositivos possuem quantidade limitadas de perfis, tente apagar perfis mais antigos se possível

Verifique se o firmware do seu acessório está atualizado (e é compatível com o sistema operacional do seu dispositivo mobile)

Em ÚLTIMO CASO, tente voltar à configuração de fábrica de seu aparelho.

ios-8-iphone-6-plus-problems

Muitos bugs acontecem por causa de aplicativos baixados em lojas “não oficiais”, por isso pra garantir a integridade dos seus apps, recomendamos fortemente que eles sejam baixados apenas na Google Play (Android) e App Store (iOS) para evitar problemas maiores em seus aparelhos. Pois a máxima da área médica pode ser perfeitamente utilizada em relação a bugs no mundo mobile: “é melhor prevenir do que remediar”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *