Mobile Learning – o conceito que irá mudar nossas salas de aula?

 

Não irá mudar, já está mudando!

Para quem nunca ouviu falar de mobile learning ou m-learning, essa é uma subcategoria do e-learning (ensino à distância). No e-learning o “e” deriva de eletrônico e entende-se por esse termo qualquer ensino que utiliza um meio eletrônico para sua entrega. Já no m-learning trata-se de uma proposta que visa auxiliar na educação por meio de dispositivos móveis como celulares, smartphones, tablets e iPods.

Os primeiros questionamentos sobre celulares em sala de aula foram feitos em 2012 com perguntas como “devemos banir o uso de celulares nas salas de aula?”. Tá certo que era uma preocupação em relação ao desempenho dos alunos e não exatamente sobre o uso de celulares para aprendizado, mas já indica que questões sobre o uso do celular em sala de aula sempre existiram.

Ok, então com o mobile learning ou m-learning, do inglês é algo como aprendizagem móvel, vou aprender coisas no meu celular enquanto estou no caminho para casa, pro trabalho, shopping etc. ou o quê? Sim!

O m-learning funciona em smartphones e outros dispositivos móveis e pode ser “usado” em trajetos como o caminho para casa, mas serve também para aprendizado em sala de aula ou fora da sala de aula (com conteúdo relacionado às aulas presenciais ou não).

Viu como o m-learning já está modificando, ainda que aos poucos, nossas salas de aula? Já não estamos mais tão presos à sala de aula, pois muito do conteúdo que podemos consultar está online e podemos acessá-lo por dispositivos móveis. Pense no seguinte cenário: uma escola disponibiliza tablets em suas aulas para que os alunos possam acessar alguns materiais e vídeos durante a aula e para fazerem anotações. Enquanto o professor inicia uma discussão sobre um tema X, um dos aluno procura na internet, pelo seu tablet, um artigo que leu sobre esse assunto no dia anterior. Logo o aluno acha o artigo e lê algumas partes do mesmo, enriquecendo assim a discussão. Isso nos mostra como o m-learning pode mudar o ensino e a sala de aula.

 

Conceito

Na verdade, segundo alguns autores e teóricos, o m-learning é visto como uma evolução natural do e-learning, ocupando um espaço dentro do e-learning. Não é tão simples definir o conceito de m-learning, mas o que podemos resumir sobre esse conceito é que ele tem o caráter centrado na mobilidade do processo de aprendizagem. Ele surgiu para mobilizar os processos de ensino e consequentemente o aprendizado dos alunos. É aquele velho ditado: aprenda sempre e em qualquer lugar.

 

Então resumindo, o que é m-learning?

É uma modalidade do e-learning que combina o uso de dispositivos móveis com o processo de aprendizagem. São usadas plataformas como smartphones, celulares e tablets para estudar conteúdos otimizados para essas plataformas.

 

Características, vantagens e desvantagens

O m-learning tem algumas particularidades que devem ser levadas em conta quando pretende-se desenvolver uma aplicação ou qualquer conteúdo para o mesmo. Listamos três principais particularidades (deste infográfico) aqui:

  1. Formato do conteúdo – preferencialmente o conteúdo textual é dado em tópicos e devem ser adicionados vídeos ou jogos que complementam a parte textual;
  2. Tempo de estudo – como as pessoas não passam tanto tempo em seus dispositivos móveis para aprendizagem, o conteúdo precisa ser de consumo rápido (para também não entediar o aluno);
  3. Design – o design deve ser responsivo e não deve existir informação demais numa única tela, sufocando o aluno.

Essas particularidades talvez façam com que pareça difícil fazer um conteúdo legal para o m-learning, mas pense no aplicativo Duolingo. Para quem não conhece, é um aplicativo móvel que ensina diversos idiomas: “A nova melhor maneira de aprender um idioma. Aprender com o Duolingo é divertido e viciante. Ganhe pontos ao acertar, aposte corrida contra o relógio e avance de nível. As nossas aulas divididas em pedacinhos são eficazes e nós temos provas de que funcionam mesmo.” – é o texto que está na página inicial do site do Duolingo.

E o que o Duolingo faz além de ensinar idiomas? Ele une design responsivo, aulas curtas e um layout interativo e atraente, tudo podendo ser acessado de qualquer lugar, ou seja, um aplicativo perfeito para m-learning.

Já as vantagens do m-learning são várias, mas também existem algumas desvantagens (nada é perfeito né?!). Fizemos um comparativo entre os principais pontos e resumimos tudo num infográfico que você pode conferir no final do nosso artigo, mas vamos alistar os principais pontos a seguir.

As principais vantagens do m-learning são: mobilidade, diversidade, autodidatismo, constância, personalização, motivação, aproveitamento e melhoramentos.

As principais desvantagens do m-learning são: isolamento, distração, limites e dificuldades.

Dê uma olhada em nosso infográfico, onde detalhamos melhor cada item citado.

 

Metodologia

As metodologias mais comuns no m-learning são velhas conhecidas da maioria das pessoas: aplicativos, videoaulas, livros digitais (os e-books), gamification (uma estratégia para engajar os usuários com o aplicativo ou conteúdo, é desenvolvido um modelo de jogo no qual os participantes devem cumprir tarefas para avançarem para novas “etapas”), redes sociais acadêmicas e não acadêmicas e também cursos de e-learning que podem ser acessados pelos dispositivos do m-learning.

 

O mundo está se modernizando a cada dia mais e, como já dito anteriormente, o m-learning é dado como uma evolução natural do e-learning, da educação à distância. Com certeza o m-learning já mudou as nossas salas de aula e podemos afirmar que está mudando cada vez mais! Enquanto a mudança vai acontecendo aos poucos, ficam alguns questionamentos: o que será que podemos esperar para o futuro? Será que teremos salas de aula completamente móveis? Imagine cursar uma única pós-graduação, por exemplo, no modelo de m-learning… Seria interessante, não é?!

 

 

Confira o nosso infográfico a seguir:

 

 

 

Imagem de destaque: ícones por Freepik e Smashicons e foto por Justin Main.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *